quarta-feira, 28 de outubro de 2015

(28 de outubro) Capitão Joaquim Tavares

No dia 28 de outubro faleceu em sua fazenda no distrito do Rosário, deste município, o capitão Joaquim Tavares Coimbra, que ali viveu 64 anos.

Suas nobres qualidades pessoais e seus sentimentos de patriotismo tornaram o capitão Tavares um dos homens mais estimados do Rosário, onde ele prestou excelentes serviços, como juiz da paz durante anos, subdelegado de polícia e procurador da igreja.

Foram ele e o comendador José Esteves os que promoveram, de sociedade, a construção da Ponte Nova, sobre o Rio Grande, entre este município e o de São João del-Rei.

Caritativo em extremo, o cap. Tavares foi um verdadeiro amigo dos pobres, aos quais sempre auxiliou, quer com esmolas, quer com os seus salutares conselhos.

O seu entusiasmo pela música era tão grande que o levou a organizar na fazenda, com os filhos e com os escravos, uma banda de música e orquestra. Sua senhora, d.ª Mariana Cândida de Santa Bárbara tinha também gosto pela música, e tocava violino muito bem. O capitão Tavares, que conhecia vários instrumentos musicais, nem à hora da morte se esqueceu da sua arte predileta, – mandou que lhe trouxessem seu rabecão, tirou dele algumas notas, olhou-o com ternura, fez guardá-lo pouco depois... Era uma despedida – daí a momentos cerrava os olhos para sempre.

--//--

Autor: Firmino Costa, Vida Escolar, n. 13.

Nenhum comentário:

Postar um comentário