sábado, 8 de agosto de 2015

(8 de agosto) Alferes Francisco Alves de Azevedo

É hoje o segundo aniversário da morte do alferes Francisco Alves de Azevedo.

Possuiu esse lavrense qualidades raras, que sua modéstia e delicadeza não deixaram resplender aos olhares de todos. No recesso, porém, de seu lar ele foi útil e benfazejo para muitos, guardando sempre reserva do bem que praticava. A sós com quem lhe recorria, conhecemos mais de um exemplo, ele confiantemente servia, com franqueza e sinceridade, sem perquirir mágoas, sem manifestar a ninguém o ato louvável que fizera.

São poucos os homens que atravessam a vida com essa bondade serena e constante do alferes Francisco Alves. Sua polidez de trato refletia sua delicadeza de sentimentos, que ele manteve sempre puros. E não somente seus atos eram feitos de bondade: seu próprios pensamentos, acreditamos, não se desviavam nunca da linha do dever.

É venerável a memória de quem assim soube viver!

--//--

Autor: Firmino Costa, Vida Escolar, n. 8.

Nenhum comentário:

Postar um comentário