sábado, 25 de julho de 2015

(25 de julho) Pedro Rodrigues Monteiro

É hoje o primeiro aniversário da morte de Pedro Rodrigues Monteiro.

Quem fosse julgar esse homem pelas aparências, talvez o acoimara de egoísta e mesmo de avarento, tanto trabalhava ele para guardar, tanto economizava ele para deixar, vivendo solteiro, afastado da cidade, lá na sua fazenda, modesto no seu traje, delicado em seus modos e honrado sempre em seus negócios. Para que tanto trabalhar e economizar, ele que não quisera constituir família! Trabalhava e economizava para os pobres... ouvimos que ele respondera uma vez a alguém.

E na verdade! Seu testamento iluminou lhe a vida com a luz mais pura e mais brilhante – a luz da caridade, que não deixará obscura a sua memória, enquanto houver lavrenses que saibam prezar sua terra natal. Ele deixou à Casa de Misericórdia um legado não inferior a cinqüenta contos, dinheiro abençoado porque veio de um trabalho honesto e constante, porque vai servir a doentes pobres e desgraçados, porque dará coragem a outros para imitar tão admirável exemplo!

O benemérito lavrense morreu com 53 anos, em 25 de julho de 1906.

--//--

Autor: Firmino Costa, Vida Escolar, n. 7.

Nenhum comentário:

Postar um comentário