sábado, 9 de maio de 2015

(9 de maio) Dr. Francisco Martins de Andrade

O dr. Francisco Martins de Andrade nasceu em Uberaba, mas podemos considerá-lo como filho desta cidade: ainda menino, ele veio para Lavras cursar o colégio do padre Flávio de Almeida e aqui ele se casou quando terminava o curso de Direito. Depois de graduar-se na faculdade de São Paulo, ele veio exercer a advocacia nesta cidade, ocupando pouco tempo depois o cargo de promotor público, no qual se mostrou enérgico cumpridor de seus deveres. 

Desde então o dr. Martins de Andrade prestou a Lavras inolvidáveis serviços. Deputado republicano à Assembléia Provincial de Minas, na legislatura de 1888 a 1889, ele primou no desempenho do mandato, subindo muitas vezes à tribuna parlamentar para defender os direitos e interesses do povo mineiro, e trabalhando com todo o esforço em prol deste município.

Como vereador e presidente da Câmara Municipal, ele foi utilíssimo ao adiantamento da cidade, e por ser homem de luta ele soube, em mais de uma ocasião, contrapor às opiniões e atos de alguns retrógrados a sua energia e ao seu entusiasmo pelo progresso. 

Ao dr. Martins de Andrade pertence uma das maiores glórias de nossa terra e que por si só dá-lhe o título de benemérito – a de ser o fundador da imprensa em Lavras. A 13 de fevereiro de 1887 ele criou o primeiro jornal desta cidade, O Lavrense, onde pôs em realce suas elevadas aptidões de jornalista e seus dotes de político honrado e sincero. Desse primeiro jornal de Lavras, é pena que não exista uma coleção completa! 

O dr. Martins de Andrade sucumbiu à febre amarela, no Rio de Janeiro, em 9 de maio de 1892, quando contava apenas 38 anos de idade.

--//--

Autor: Firmino Costa, Vida Escolar, n. 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário